Recursos de autogestão

Reconhecer uma depressão

Obter ajuda

FAQ - perguntas frequentes

Recursos de autogestão

Reconhecer uma depressão

Obter ajuda

FAQ - perguntas frequentes

Efeitos secundários dos antidepressivos

Como os demais medicamentos, os antidepressivos podem ter efeitos secundários. Todas as pessoas reagem de modo diferente, e nem todos os medicamentos têm os mesmos efeitos secundários ou na mesma medida.

O efeito de um antidepressivo sobre a depressão começa a fazer-se sentir, normalmente, 2-6 semanas depois do início do tratamento. No entanto, os efeitos secundários podem manifestar-se logo a partir do início da sua administração, tipicamente na primeira semana. Os efeitos secundários podem ser frustrantes, mas é importante ser paciente e dar uma hipótese ao antidepressivo para que comece a mostrar os efeitos positivos. Muitos efeitos secundários resolvem-se passados alguns dias ou semanas.
É importante não interromper abruptamente a medicação. Uma interrupção súbita do tratamento pode resultar em sintomas piores, por exemplo problemas digestivos (náuseas, diarreia), perturbações do sono (pesadelos, insónias), dores de cabeça, tonturas e, por vezes, sensação de choques elétricos.

Pelo contrário, se experimentar efeitos secundários do medicamento e estiver a pensar em parar, é boa ideia marcar uma consulta com o médico que lhe prescreveu o medicamento. Poderá discutir com ele as suas preocupações e poderão, de seguida, decidir em conjunto uma redução ou alteração na medicação. Uma alteração gradual da medicação ajuda a evitar os sintomas descritos em cima.

Apesar dos efeitos secundários possíveis, é normalmente possível encontrar um antidepressivo que seja eficaz e tenha efeitos secundários ligeiros (caso existam). Mesmo que experimente efeitos secundários, existem estratégias que o podem ajudar a reduzi-los.

efeitos-secundarios
Prévention Dépression Luxembourg