Recursos de autogestão

Reconhecer uma depressão

Obter ajuda

FAQ - perguntas frequentes

Recursos de autogestão

Reconhecer uma depressão

Obter ajuda

FAQ - perguntas frequentes

O que pode fazer um farmacêutico?

Dependendo da situação do doente, o farmacêutico pode ser um facilitador do acesso a cuidados. Se o doente o abordar antes de ter sido diagnosticado clinicamente, pode explorar a sua situação atual e criar uma opinião acerca dos sintomas de depressão que ele possa apresentar. Se necessário, pode recomendar a marcação de uma consulta com um médico de clínica geral ou um psiquiatra, para uma avaliação clínica.

Enquanto farmacêutico, não está envolvido diretamente no tratamento da depressão, mas pode usar algum do seu tempo para conversar com o doente e estar preparado a responder a perguntas que este possa ter. Ao fazê-lo, estará a encorajar o doente a procurar ou a continuar o tratamento de que necessita.

Mas mais importante ainda, as pessoas irão pedir-lhe conselhos sobre a farmacoterapia. Frequentemente, as pessoas têm ideias erradas sobre a medicação. As pessoas podem ter medo dos efeitos secundários dos antidepressivos, pensar que estes irão causar alterações na sua personalidade, ou estar preocupadas com questões de dependência. Estes são alguns dos mitos que você, enquanto farmacêutico, pode ajudar a desmistificar. Por outro lado, com bastante frequência, as pessoas pensam que as benzodiazepinas têm menos efeitos secundários e que o risco de abuso destes medicamentos é mais reduzido do que na verdade acontece. Pode ajudar promovendo um maior conhecimento sobre os efeitos e riscos associados às benzodiazepinas.

Prévention Dépression Luxembourg