Recursos de autogestão

Reconhecer uma depressão

Obter ajuda

FAQ - perguntas frequentes

Recursos de autogestão

Reconhecer uma depressão

Obter ajuda

FAQ - perguntas frequentes

O que deve um farmacêutico saber?

Como farmacêutico, é importante estar familiarizado com alguma informação sobre depressão, a fim de garantir a segurança e o bem-estar dos seus cleintes.

Prevalência da depressão major

No geral, as mulheres têm maiores taxas de prevalência de depressão do que os homens, afetando aproximadamente uma em cada quatro mulheres e um em cada oito homens, durante a sua vida.

Sintomas da depressão

A classificação Internacional de Doenças da Organização Mundial de Saúde
(CID-10) para um episódio depressivo incluem: durante pelo menos duas semanas, dois dos três principais sintomas e pelo menos dois dos sete sintomas secundários (ver figura).

Diagnostico_depressa__o_01

Depressão é codificado na ICD-10, sob os seguintes códigos: F31: perturbação bipolar; F32: episódio depressivo; F33: perturbação depressivo recorrente; F34.1: distimia; e F06.3: perturbação do humor devido a condições orgânicas.

Como farmacêutico,  pode observar alguns dos sintomas típicos da depressão num cliente. No entanto, existem outras doenças ou condições pessoais que podem resultar em reacções ou comportamentos semelhantes aos sintomas de uma depressão. Em baixo,  pode encontrar várias características que podem ajudar a diferenciar um episódio depressivo de uma reação de sofrimento, compreensível a circunstâncias difíceis da vida.

Depression_vs_detresse-rev

Visão geral do tratamento da depressão

Os pilares mais importantes do tratamento da depressão são os medicamentos antidepressivos e a psicoterapia. Muitas vezes, uma combinação de várias opções de terapia é utilizada, incluindo farmacoterapia para casos moderados a graves de depressão.

Prévention Dépression Luxembourg